Semana de webcasts sobre certificação em SQL Server 2012

.

Anúncios

Tipo de dados numéricos, qual usar?

O SQL Server nos oferece muitas opções de dados dos tipos numéricos mas que raramente são utilizados. Quando projetamos um banco de dados devemos nos atentar ao tamanho dos campos pois isso certamente irá causar um crescimento desnecessário na base de dados.

 

 

INT, SMALLINT, TINYINT, BIGINT

 

Tipo de dados

Range

Tamanho

BIGINT

-9.223.372.036.854.775.808 a  9.223.372.036.854.775.808

8 bytes

INT

-2.147.483.648 a 2.147.483.647

4 bytes

SMALLINT

-32,768 a 32,367

2 bytes

TINYINT

 0  a 255

1 byte

 

 

MONEY,SMALLMONEY

 

Tipo de dados

Range

Tamanho

MONEY

-922.337.203.685.477,5808 a 922.337.203.685.477,5807 Parte inferior do formulário

8 bytes

SMALLMONEY

   – 214.748,3648 to 214.748,3649

4 bytes

 

 

FLOAT, REAL

Tipo de dados

Range

Tamanho

FLOAT (N)

– 1,79E+308 a -2,23E-308, 0 e 2,23E-308 a 1,79E+308

Depende do valor de n

SMALLMONEY

– 3,40E + 38 a -1,18E – 38, 0 e 1,18E – 38 a 3,40E + 38

4 bytes

Valor n

Precisão

Tamanho

1-24

7 dígitos

4 bytes

25-53

15 dígitos

8 bytes

 

 

NUMERIC, DECIMAL

 

Tipo de dados

Range

Tamanho

NUMERIC

– 10^38 +1 a 10^38 – 1 Parte inferior do formulário

8 bytes

DECIMAL

– 10^38 +1 a 10^38 – 1

4 bytes

 

Precisão

Tamanho

1-9 dígitos

5 bytes

10-19 dígitos

9 bytes

20-28 dígitos

13 bytes

29-38 dígitos

17 bytes

 

 

 

Saiba mais em:

Numeric Types

 

Feliz Ano novo

Olá galera,

passando para desejar um feliz ano novo a todos nós!

Vejo vocês no próximo ano!

Identificando a aplicação no Profiler

Algumas aplicações usam o mesmo usuário para se conectar no banco de dados e isso dificulta a identificação no profiler, quando o Application name não está definido visualizamos a seguinte linha no profiler:

image

Para ajudar o DBA a identificar qual a aplicação está realizando a chamada no banco é só definir o parâmetro Application Name no seu data Source seja ele na aplicação .NET, ReportingServices, Integration Services ou demais aplicações.

Data Source=isis\sqlexpress;Initial Catalog=Relatorios; Application Name="Servidor de Relatórios"

image

Isso também pode ser adicionado no data source do Servidor de relatórios:

image

Agora vamos executar o relatório para conferir o Application name:

image

E o nosso resultado:

image

Espero que utilizem essa dica sempre. =)

Profiler para o SQL Express

Para monitorar o banco de dados nós utilizamos o Sql Profiler, porém nas versões do SQL Express e SQL Express with Adv Services essa ferramenta não está disponível, para “driblar” nós podemos utilizar uma ferramenta free muito semelhante ao Sql Profiler.

Segue o link:

http://code.google.com/p/sqlexpressprofiler/downloads/list

Enjoy

Teste

Teste post

Criando um relatório no Reporting Services 2008 R2

Olá pessoal, trabalho há alguns anos com o MSSQL2005 e uma das ferramentas que mais utilizo é o Reporting Services, vou iniciar uma série de post com exemplos de relatórios e expressões na versão 2008 R2. Vamos lá.

Clique em iniciar >> Microsoft SQL Server 2008 R2 >> SQL Server Business Intelligence e Development Studio.

image

Irá abir uma janela do Visual Studio, agora clique em File >> New >> Project , selecione Report Server Project, nomeie o projeto e selecione o diretório. Você terá uma tela semelhante a abaixo:

image

Para criar um relatório precisamos antes definir a fonte de dados que o mesmo utilizará, para isso na aba Solution Explorer que está localizada lado direito da imagem acima, agora clique com o botão direito em Shared Data Sources, a seguir selecione a opção Add new data source. Nomeio o seu DataSource, selecione o tipo, nós vamos utilizar o Microsoft Sql Server agora clique em edit para configurar o servidor SQL, as credenciais de acesso e a base com os dados após isso será preenchido automaticamente o campo Connection string.

image >> image

Agora vamos criar o relatório. Clique com o botão direito em Reports que fica abaixo de Shared Data Sources e selecione a opção Add new report, será iniciado o Report wizard.

image

Clique em Next, selecione na opção Shared Data Source o DataSouce que criamos anteriomente, clique em next e digite a query que será utilizada no relatório ou selecione o “QueryBuilder” e monte a sua consulta, eu vou utilizar a base de teste da MS AdventureWorks.

SELECT    ProductID, Name, ProductNumber, Color, ListPrice, Size, Weight
FROM    Production.Product

Selecione a opção Tabular, agora temos que selecionar os campos que serão utlizados.

Pages = os dados são agrupados, a separação dos grupos será feita por páginas. (não utilizaremos nesse relatório)

Group = os dados são agrupados, a separação dos grupos será feita por linhas. (não utilizaremos nesse relatório)

Details = os dados são listados como uma tabela simples. (Selecione todos os campos disponíveis ou que deseja mostrar no relatório)

image

Clique em next e selecione o estilo desejado, next novamente e nomeie o relatório e finish. Vocês terão uma tela semelhante a abaixo:

image

Agora clique fora do relatório e localize a opção Language na aba Properties situada no lado direito da imagem e altere para Pt-BR assim a formatação será adaptada para o Brasil. Caso queira mudar cores, fontes, etc, clique no campo ou selecione os campos desejados e identifique na aba Properties o que deseja alterar.

image

Agora clique em visualizar e pronto você finalizou seu primeiro relatório.

image

O relatório criado está na minha pasta de compartilhamento do SkyDrive

ReportingServices >> Relatorio >> Demo1.rdl

Anúncios